Empréstimo na conta de luz: Saiba como funciona e o processo de contratação


Publicidade


Nos últimos anos, o Brasil passou por algumas mudanças em seu sistema financeiro. Nesse processo, foram criadas formas alternativas de obtenção de crédito, como o empréstimo na conta de luz.


Publicidade


Lançado em 2019, esse método também é conhecido como “crédito pessoal alternativo” e tem ajudado diretamente muitas pessoas a se livrar das dívidas e recuperar o poder de consumo.

Não haveria melhor momento para essa opção entrar no mercado de crédito. Afinal, logo após seu surgimento, o mundo começou a enfrentar uma pandemia Covid-19 que afetou negativamente a vida econômica de muitos cidadãos, especialmente no Brasil.


Publicidade


Métodos alternativos de crédito podem ser uma saída para aqueles que têm problemas financeiros e não podem acessar os empréstimos tradicionais.

Se você deseja entender melhor o que significa um empréstimo na conta de luz, como funciona e por que é uma boa opção para quem tem pontuação baixa ou negativa, leia até o final!

➜ Leia também: Empréstimo imobiliário Bradesco online: Prazo longo e taxas baixas, como contratar!

Empréstimo na conta de luz – Fonte: Google

O que é um empréstimo na conta de luz?

A conta de luz é uma opção de crédito que ajuda muitas pessoas a se livrar de suas dívidas e recuperar seu poder de compra.


Publicidade



Publicidade


Isso ocorre porque, entre muitos modelos de empréstimos, este é um dos pouco disponíveis para aqueles que foram negados ou têm pontuação baixa. Em outras palavras, a análise de crédito é mais simples e menos burocrática do que outras opções no mercado.

Entenda como funciona esse modelo de empréstimo!

É muito simples! Ao obter um empréstimo alternativo desse tipo, você paga as parcelas direto na conta de luz. Isso adicionará o valor do empréstimo ao uso mensal de energia da sua casa.

Porque esse método dá reconhecimento às pessoas negativas? Simples: as instituições financeiras entendem que esse tipo de empréstimo serve como uma garantia maior de que o pagamento será realizado. Isso ocorre porque as pessoas dificilmente ficaram sem pagar suas contas de luz.


Publicidade


Portanto, quando a dívida é transferida diretamente para uma conta do consumidor, o risco de inadimplência das instituições é muito menor.

E cada empresa tem um limite de empréstimo diferente. Mas geralmente a quantidade ofertada começa em R$ 500 e pode ir até R$ 2500. O prazo de pagamento varia entre 3 e 18 meses.

É importante ressaltar que, atualmente, esse tipo de empréstimo não é permitido em todas as regiões do Brasil. Apenas residentes de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Goiás ou Rio Grande do Sul podem usar esta opção.

Saiba como contratar o empréstimo na conta de energia

O processo de contratação do crédito na conta de luz é feito online, ou seja, pela Internet. Para fazer, siga estas etapas abaixo:

  • Primeiro, certifique-se de que a empresa de energia elétrica local ofereça esse método;
  • Em caso afirmativo, encontre uma instituição financeira que ofereça este contrato de crédito;
  • Execute a simulação e contrate de uma instituição financeira. O valor a ser parcelado é incluso na conta de energia.

Para ter uma ideia melhor, suponha que você pague em média R$ 100,00 por mês na conta de luz. Se o valor do empréstimo é de R$ 200, o comprovante de pagamento que a empresa mandará para a sua residência é de R$ 300,00. Simples, não é?

Não se esqueça que esse valor passa a fazer parte das suas despesas mensais. Portanto, tome cuidado para não se aconchegar e parar de pagar, pois além de ser descuidado, você também perderá energia elétrica.

Qualquer pessoa que reúna as seguintes condições podem contratar o referido empréstimo:

  • Deve morar em uma área servida por um licenciado que oferece este empréstimo;
  • Ter mais de 21 anos;
  • Possuir uma conta bancária;
  • Ser titular da conta de luz;
  • Manter a conta de energia em dia.

➜ Não perca também: Empréstimo pessoal da Caixa: Crédito em até 60x com as menores taxas, como contratar

Vale a pena contratar esse modelo de empréstimo?

O empréstimo que é normalmente cobrado na conta de energia elétrica tem uma taxa de juros menor em função da referida garantia.

Mas para entender se realmente vale a pena, primeiro você deve pensar se o valor da parcela caberá no seu bolso. Isso porque, ao contrário de um empréstimo pessoal tradicional, que fica negativo em decorrência de inadimplência, neste método a energia é cortada, como mencionamos anteriormente.

Além disso, cada instituição financeira pode cobrar as taxas que julgar necessárias. Então fique de olho nesse percentual antes de fechar um contrato, concorda?

Não se esqueça de questionar e entender muito bem qual é o preço final do empréstimo considerando todos os pagamentos utilizados. Você pode entrar em contato com sua instituição financeira se isso não estiver claro. A partir daí, você pode avaliar se este é realmente um bom negócio.

Outra coisa a ter em mente é que se o consumo de energia de sua casa aumentar ou o preço subir por algum motivo imprevisível, principalmente uma mudança na tarifa vermelha, por exemplo, isso também afetará seus custos mensais à medida que o valor da eletricidade se torna mais caro.

Confira Também

Carregando …